Locais
Publicada em 26/06/18 às 19:16h
URGENTE!!!!!! Saiu a condenação de Wander Gomes
Acusado de matar ex-esposa e enterrar o corpo é condenado a 20 anos de prisão em regime fechado.

(RCP)


 (Foto: Divulgação)

Depois de mais de oito horas de julgamento, o Tribunal do Júri da Comarca de Terra Santa, no Oeste do Pará, em sessão de júri popular realizado nesta terça-feira, 26, decidiu pela condenação de Wander Gomes de Oliveira, acusado de matar a sua ex-exposa, Glauciene Silveira, no final de agosto de 2015. O Conselho de Sentença, formado por sete jurados escolhidos por sorteio, aceitou os argumentos da acusação, e, por unanimidade, condenou o acusado a 20 anos de prisão em regime fechado mais pagamento de multa no valor de R$ 20.000,00.


Wander Gomes de Oliveira, conhecido por "Cavalinho", era réu confesso e, mesmo assim, estava em liberdade desde fevereiro de 2017, depois de passar apenas 1 ano e 6 meses preso na penitenciária de Santarém. Por não comparecer ao júri popular e nem apresentar defesa, Wander foi julgado à revelia. Para não comprometer o bom andamento do julgamento, o Juiz de Direito da Comarca de Terra Santa, Dr. Luiz Gustavo Viola Cardoso, com base no Inciso V, do Art. 497 do CPP, nomeou como defensor do réu o Advogado Dr. Delson de Sousa, considerando que é obrigatório em todo Tribunal do Júri o réu ter direito a um defensor.


Para fixação da pena imposta ao réu pelo Júri Popular, o Juiz, que é o responsável por proferir a sentença condenatória, levou em consideração alguns fatores agravantes como o fato de o crime ter sido cometido contra cônjuge, o que o qualifica como crime hediondo; a forma  como este foi executado, com requintes de crueldade, e a grande comoção popular que o mesmo provocou na comunidade local. Vale lembrar que Wander, além de assassinar a sua ex-exposa por estrangulamento, ocultou o seu cadáver por mais de 10 dias. O crime ocorreu na noite de 31/08/2015, por volta das 23h. Na madrugada do dia seguinte, 01/09/2015, Wander levou o corpo de Glau, como era carinhosamente chamada, para Floresta Nacional de Saracá-Taquera, a mais de 40 Km de Terra Santa, onde o enterrou em uma cova rasa. Na época, o sumiço de Glauciene se transformou em uma verdadeira tortura para familiares e amigos que, durante esse período, realizaram inúmeras buscas sem sucesso. No 11º dia do desaparecimento de Glauciene, Wander, já na prisão em Santarém, resolveu confessar o crime ao Delegado responsável pelo caso, indicando o local onde esta se encontrava.

 

Com a decisão de hoje, Wander passa da condição de réu para a condição de condenado e terá que se entregar à Polícia imediatamente onde estiver; caso contrário, será considerado foragido.

 

A família e os amigos de Glauciene, que, desde o início da manhã desta terça-feira, foram para a frente do Fórum de Justiça pedir justiça, comemoram o resultado do julgamento. O sentimento de todos, no final do julgamento, era de alívio por justiça ter sido feita, sem dar direito ao condenado de recorrer às instâncias superiores. Leia: O julgamento do ano em Terra Santa



 

 

  Com informações da Polícia Militar e Áldissom Almeida

          




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário
(93) 99164-5565

Peça sua Música

  • Jocimar Silva Guimarães
    Cidade: Manaus Amazonas
    Música: Anjo do resgate
  • Jocimar Silva Guimarães
    Cidade: Manaus Amazonas
    Música: Anjo do resgate
  • Jocimar Silva Guimarães
    Cidade: Manaus Amazonas
    Música: Anjo do resgate
  • Jocimar Silva Guimarães
    Cidade: Manaus Amazonas
    Música: Anjo do resgate
  • franciel
    Cidade: terra santa
    Música: toca minha musica porra
  • franciel
    Cidade: terra santa
    Música: OH MEU DEUS PROJOTA
Estatísticas
Visitas: 31184 Usuários Online: 70


Fan Page

Parceiros

Copyright (c) 2019 - PARAÍSO FM 104,9 - Todos os direitos reservados